Entraga do amor

O verdadeiro amor é a sublimação em marcha, através da renuncia. Quem não puder ceder, a favor da alegria da criatura amada, não saberá coroar-se com a glória do amor puro.

Depois da morte, habitualmente aprendemos, no sacrificio dos próprios sonhos, a ciência de amar, não segundo nossos desejos, mas de conformidade com a lei do senhor: mães obrigadas a entregar os filhos à provas de que necessitam; esposos constrangidos a entregarem esposas a outras almas irmãs…

Qndo o amor não souber dividir-se , a felicidade não consegue multiplicar-se. A morte é uma intimação ao entendimento fraternal, e qndo não aceitamos o desafio, o sofrimento é o nosso quinhão.37932_133334580049682_4970955_n

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s